sábado, 28 de fevereiro de 2009

Os amores frustrados da minha colega X (a autora conhece o nome da pessoa :)) )

A X nos ultimos 7 (sete) anos da sua vida anda a procura dum novo parcieiro, por internet.

Bom, querer ter um parcieiro na vida com certeza é um desejo muito normal, mas procurar por meio dum "instituto" parece-me uma grande asneira. Mas eu sou uma romantica incuravel , acho que as coisas acontecem e não se fazem desta maneira e a X tem um enfoque diferente: ela tem uma lista dos requisitos que o candidato ao seu coração e corpo tem que ter ....... e o resultado naturalmente é sempre o mesmo: frustracao. Nao se compram os homens no mercado como os legumes .....

Ou seja a X pagou já uma fortuna a uma destas "instituções" que prometem ter nas suas listas "o parcieiro /a parcieira ideal". E também conheceu a muitissimos homens ...... e cada um, em sete anos - pelo menos sob o ponto de vista dela - foi um grandissimo fracasso. Mas ela tem bom sentido de humor e o que rimos das suas aventuras.......

O último candidato foi o Walter, um arquitecto . Muito inteligente, muito culto, ainda por cima atractivo, grande amador de dança. A X tinha um sorriso durante uma semana. O Domingo ia sair com o Walter, a ver ......

Na Terça Feira eu entrei na sala de professores onde a X tem o seu sitio ao meu lado e digo "então, e o Walter ? " "Oooooohhh, disse ela, estou deprimida ....... "
E contou: eles foram a dançar. O Walter um grande bailarin, a X muito contente porque ela gosta de dançar e não são numerosos os homens que dançam. Tudo pelo melhor. Depois de dançar umas horas foram a jantar. "E então" disse a X "ele fez a mesma coisa que todos. Começou a falar de si mesmo, do fantastico que ele é .." "Ay" digo eu "mas tu bem sabes que é um comportamento de "acasalamento masculino" muito normal. Gostam de presentar as qualidades deles reais e imaginarias" "Sei, sei" disse a X , "mas é dificil aturar essos monologos e a impressão que o individuo até esqueceu-se da tua existencia" "Pois" digo eu com alguma ironia " pensei que já tinhas alguma experiencia nisso"

"Deixa-te de sarcasmos" disse a X "porque nem vais acreditar o que passou. Ele falou, falou ....... e eu dizia "sim" e "não" e "ahhhh" e "uhhhh " nos bons momentos mas estava a pensar noutra coisa" "Mas" digo eu "se não te interessou o que ele tinha para dizer para o que ....."
"Escuta !!!" disse a X. "Então, bla, bla, bla e eu sou .... , eu tenho ...... eu sei....... , eu fiz .....o melhor ..... , o maior ..... etc.etc.. "E de repente" disse a X "acordei porque o Walter diz em tudo tranquilidade " Obviamente a mulher é a jóia na vida dum homen mas tambem a criada dele"

Então a X , considerando que era uma pessoa e nem uma joia nem uma criada, lembrou-se que tinha que levantar-se muito cedo o proximo dia, disse ao Walter que não se incomodasse, que ela pagaria a sua parte ao sair e que tinha o carro muito perto e adeus. O homen terá ficado com a boca aberta e a X foi para casa.

"Isso" digo eu "não é engraçado, é revoltante e triste". "Efectivamente" disse a X. "Talvez" digo eu "deverias mudar de tactica." "O problema" disse a X "não é a tactica, são os homens." Então eu já não disse nada mais porque não há cego mais grande que quem não quer ver. E não há forma de convencer alguem de mudar de caminho quando não quer ou pode ....... Assim dentro de pouco tempo fico a espera da proxima catastrofe de amores virtuais da X

9 comentários:

mdsol disse...

Wolkengedankenzinha:
Nem sei que te diga! É o tipo de situação em que não me vejo envolvida! Tenho pois muitas difiuldades em comentar...
Mas acho que fazes bem disponibilizar o teu ombro... acho que a tua amiga vai precisar bastante dele!
:)))

mena m. disse...

Parece uma cena de filme!

Até agora tem estado à procura do Mr. Right e so lhe têm aparecido os Wrongs...

Ela que rasgue a lista e se deixe surpreender!

Beijinho

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Solzinha ! Nao tens amigas que procuram novos parcieros ??? Sera que os homens no Porto sao excepcionais :)))

WOLKENGEDANKEN disse...

OLa Mena ! Sim,efectivamente parecem filmes e ja vi muitos. E como ela sem listas nao vive ainda vou ver muitos porque os Wrongs abundam :((

L disse...

Pensei que esse tipo de cromos fosse mais comum em Portugal do que na Áustria... Conheço homens assim e, quando falam dessa sua maneira de estar e de ver as coisas, calo-me para não gerar discussões estéreis (assim como assim, eles não mudariam de ideias).
Por outro lado, há mulheres que gostam de ser criadas; geralmente, casam-se com um homem assim e passam o resto da vida queixando-se.

Oh, existirá mesmo um parceiro ideal senão nas nossas cabeças?

WOLKENGEDANKEN disse...

Ah, essos exemplares existem em tudos os lados.Talvez a aceptacao social desta mentalidade seja ainda maior em Portugal ..... E os casais unidos principalmente pelas suas estructuras neuroticas tambem abundam... cada um encontrou no outra/na outra a possibilidade de sofrer da forma que já sofre toda a vida, a que esta acostumado, e depois isso chama-se amor. E mais sofrimento de produccao casera melhor porque neste universo sofrimento=amor.

Tambem nao acredito no parcieiro ideal.Mas penso que pelo menos duas pessoas emocionalmente maduras que sao conscientes das proprias fraquezas e dispostas a respeitar a outra pessoa tal como é terao mas probabilidade de viver bem juntos que duas pessoas que se agaram uma a otra e vice-versa e passam a vida a ter ciumes e querer poseer e transformar a outra pessoa.

L disse...

Quando alguém diz que o ciúme é sinal de amor, o melhor é fugir para longe, bem longe :)

Sinto-me um ignorante em assuntos amorosos!

WOLKENGEDANKEN disse...

Pois sim,o mais longe possivel, pelo menos interiormente :)) Tao ignorante nao pareces porque fugir de quem quiser poseer-te já é grande sabedoria !!

Sara disse...

hummm... pensar que se conhece alguém em pouco tempo não está correcto.
Se calhar o mal é ambos saberem a razão que estão juntos. A X quer alguém, e ele também; então tipo, ele fica a falar dele para ela o conhecer melhor.. mas também devia estar a fazer perguntas à X.. É preciso estar justo. E pelos vistos não estava.
A X parece saber o que quer.. mas será que o que ela quer existe?
Ainda na volta vai encontrar alguém que quer, e no entanto é o oposto daquilo que pensava que queria :)

Deve ser engraçado estar a par dessas aventuras.. Eu também já tive as minhas, mas no passado lá estão.

É mais giro quando encontramos alguém sem segundas intenções, apenas conversar, conhecer, etc. etc. E mais tarde logo se vê.