sexta-feira, 18 de julho de 2008

VERDADES QUE NINGUEM QUER SABER- 2-

Tudo o meu respeito, Luis de Gongora:

Quanto gostaria de conversar contigo sobre esse poema, gostaria de saber se o "amor tirano" finalmente te deixou em paz, quanto tempo demoraste para o conseguir e sobre tudo, sobre tudo, sobre tudo como fizeste para te libertar ?? Como deixaste de malgastar mais tempo numa causa perdida ? Que foi o que te ajudou a enterrar a esperanca sem fundamento e que dica utilizaste para recuperar a tua dignidade e nao pedir mais piedade onde nao há amor ?

Querido Luis, Provavelmente estás no paraiso dos poetas ou seja num sitio onde forcosamente tem que existir tambem o amor nao correspondido, o sofrimento pela indiferenca duma pessoa amada, o burraco negro onde se cae as vezes, o sentimento que o mundo inteiro nao vale o pena se nao recebes o carinho de certa pessoa, tudo isso, senao faltaria uma grande parte da inspiracao poetica. Mas tu, Luis já moras alí há siglos, entao imagino que pelo menos tens que ter aprendido como aguentar essas coisas com alguna dignidade.

Por isso, admirado Luis, nao poderias aparecer lá um momento para me dar alguns conselhos ? Precisaria. E se tu me ajudares, prometo ler todas as tuas poesias e tambem recomenda-las a muitas pessoas. Sabes, hoje existe algo que chamamos marketing. E na verdade a tua obra actualmente precisaria de um pouco........

Luis, conto contigo !!!!!



Ciego Que Apuntas y Atinas
de Luis de Gongora

Ciego que apuntas y atinas,
Caduco dios, y rapaz,
Vendado que me has vendido,
Y niño mayor de edad,
Por el alma de tu madre?
Que murió, siendo inmortal,
De envidia de mi señora?,
Que no me persigas más.
Déjame en paz, Amor tirano,
Déjame en paz.

Baste el tiempo mal gastado
Que he seguido a mi pesar
Tus inquïetas banderas,
Forajido capitán.
Perdóname, Amor,aquí,
Pues yo te perdono allá
Cuatro escudos de paciencia,
Diez de ventaja en amar.
Déjame en paz, Amor tirano,
Déjame en paz.

Amadores desdichados,
Que seguís milicia tal,
Decidme, ¿qué buena guía
Podéis de un ciego sacar?
De un pájaro ¿qué firmeza?
¿Qué esperanza de un rapaz?
¿Qué galardón de un desnudo?
De un tirano, ¿qué piedad?
Déjame en paz, Amor tirano,
Déjame en paz.

Diez años desperdicié,
Los mejores de mi edad,
En ser labrador de Amor
A costa de mi caudal.
Como aré y sembré, cogí;
Aré un alterado mar,
Sembré una estéril arena,
Cogí vergüenza y afán.
Déjame en paz, Amor tirano,
Déjame en paz.

Una torre fabriqué
Del viento en la raridad,
Mayor que la de Nembrot,
Y de confusión igual.
Gloria llamaba a la pena,
A la cárcel libertad,
Miel dulce al amargo acíbar,
Principio al fin, bien al mal.
Déjame en paz, Amor tirano,
Déjame en paz.

17 comentários:

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá!
Wie gehts? Ich habe Deutsch gelernet,when Ich 1718 jahre ware. aber ich habe vergessen, So...

Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo.

Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano (obrigatório, porque vindo da Universidade).

Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com

E venho pedir-te o teu telemóvel (celular) bem como o imeile / imilio (preciosas criações c´do Ich...) para poder contactar-te mais facilmente, a fim de implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que, como já sabes, é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os nossos dois Países fraternalmente ligados. No que estou, pela minha parte, a desenvolver todas as diligências que, naturalmente, me forem possíveis.
E, naturalmente também, para poder enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior).
Já solicitei a colaboração da Embaixada de Portugal em Brasília, que tem à frente dela um diplomata fora de série, o meu querido Amigo, Dr. Francisco Seixas da Costa e na qual se integram mis dois bons Amigos de longos nos: o Adriano Jordão e o Carlos Fino. Seixas da Costa criou um blogue magnífico Embaixada de Portugal no Brasil, www.embaixada-portugal-brasil.blogspot.com, que vos recomendo vivamente visitar. Tem tudo sobre as relações entre as duas Nações. Espero fazer o mesmo com a do Brasil em Lisboa.
Este é um desejo que já ultrapassa a simples intenção. Ambiciosamente, neste momento possui muitos comparticipantes – como desejo que seja o teu caso. Mas, com o empenhamento, a ajuda, o entusiasmo e a alegria que tenho encontrado – iremos longe. A internet (apesar dos aspectos negativos que ainda apresenta) tem uma força incomensurável e desenvolvimento tecnológico que se actualiza dia a dia.
Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

PS – Quando navegarmos em velocidade de cruzeiro, quero alargar o Travessa aos outros PALOP. Que acham?
Auf wiedersehen!Und entschuldige mir, Mein German ist eine scheise!...

mdsol disse...

Só para deixar um olá rápido. Voltarei depois para "comentar"
:)

Mr. Lynch disse...

Wolkengedanken;
Aprecio a poesia de Góngora, principalmente as "Soledades". Adoro a primeira: Aqui fica um excerto:

«Rayos» –les dice– «ya que no de Leda
trémulos hijos, sed de mi fortuna
término luminoso». Y –recelando
de invidïosa bárbara arboleda
interposición, cuando
de vientos no conjuración alguna–
cual, haciendo el villano
la fragosa montaña fácil llano,
atento sigue aquella
–aun a pesar de las tinieblas bella,
aun a pesar de las estrellas clara–
piedra, indigna tiara".

prafrente disse...

Onde é que mora o amor não correspondido? Diz-me por favor.Quero ir lá procurar o meu.

Quanto ao teu "português" permite-me duas correcções apenas:
Enterar-escreve-se Enterrar.
Siglos-- " " Séculos.

Acalma o teu coração. O amor verdadeiro só está á espera que abras a porta.

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola prafrente !
Obrigada pela correccao ! O "século" já tinha notado mas o enteRRar nao.

Penso que o amor nao correspondido mora em nos mesmos porque é a maior ofensa do nosso ego que podemos receber.Mas no fundo amor é amor e nao depende da resposta ou nao-resposta da pessoa que amamos. Bom, isso é a teoria, claro. Na practica podemos sentir-nos como "o último cao" como dizemos em alemao.

No meu caso sei que é absurdo da minha parte sentir-me tao magoada porque so UMA pessoa entre tantas que - felizmente- existem na minha vida - só UMA pessoa deixou de responder.E eu em vez de apreciar tanto carinho, interesse e amizade que recebo de outras pessoas que é o que faco ? Concentro-me no practicamente unico lado negativo na minha vida ! Nao faz sentido nenhum, nem tratandose de uma pessoa importantissima para mim!! Mas é assim: as frutas do jardim do vecinho sempre parecem mais desejaveis que as nossas proprias e isso independentemente do estado real e objectivo das frutas do vecinho :-)Achas tambem ?

um abraco

Professorinha disse...

Amor não correspondido só tem um caminho: virar a página... não vale a pena...

Beijos e gostei do blog...

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola professorinha !
Obrigada pela visita. Sim,sim concordo, na teoria é assim .....

Muita sorte pelo teu horario! Estou a seguir com muito interesse as circunstancias de vida profissional dos professores portugueses. Parece que voces verdadeiramente teriam que estar em greve meses .....

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola professorinha !
Obrigada pela visita. Sim,sim concordo, na teoria é assim .....

Muita sorte pelo teu horario! Estou a seguir com muito interesse as circunstancias de vida profissional dos professores portugueses. Parece que voces verdadeiramente teriam que estar em greve meses .....

Duarte disse...

Muito original a tua comunicação com Luís de Góngora.

A leitura deste cordobés universal continua sendo assídua em terras de Espanha. Os meus filhos leram a Dom Luís na sua vida académica, e no seio familiar é um dos preferidos. Os seus enfrentamentos com outro grande da época, Francisco de Quevedo, foram sonoros. A entrada na Corte de Felipe III de Espanha, que foi Filipe II de Portugal, deu-lhe certos privilégios que aproveitou, e que muito bem retratou Velázquez.
Ao perder prematuramente a memória regressou a Córdoba e deixou-nos muito por divulgar, sem dúvida.

Gostei muito do que vi e li.

Reconhecido

WOLKENGEDANKEN disse...

Hi, Mr. Lynch !

Forte, muito forte !!!!
la fragosa montaña fácil llano,
atento sigue aquella
–aun a pesar de las tinieblas bella,
aun a pesar de las estrellas clara–
piedra, indigna tiara".

sinceramente agradeco a tua colaboracion na melhora dos meus conocimentos da cultura "iberica".

uma boa noite e gostaria muito ver aparecer na net alguma obra tua

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Duarte !
Encantada de conhecerte ! Uma pergunta indiscreta: es portugues a viver em Espanha ou espanhol com otimos conocimentos de portugues ou talvez de qualquer outra nacionalidade com otimos conocimentos de espanhol e portugues ??

mdsol disse...

Nunca mais comentei e, afinal, ando aqui sempre a espreitar...Acho que estou um pouco cansada e não me "sai" nada! Entendes?
Gosto muito das tuas visitas ao branco no branco. São muito estimulantes.
E, viva a poesia!
:))

WOLKENGEDANKEN disse...

Querida Sol ! Estas sempre bemvinda com ou sem flores, presentes, comentarios :-)

Com a vossa ola de alor permanente com temperaturas impressionantes nao e de extranhar que alguem esteja cansado !A minha teoria - politicamente incorrecta- é que o calor ataca o cerebro :-) Eu tenho ferias e a ola de calor que tivemos em Junho já passou, agora é muito agradavel. Pois, descansa, que o proximo outono vem seguro :-)

Storinha disse...

Olá! Em primeiro lugar quero agradecer a visita e o comentario que deixaste no meu "cantinho" :)

Fiquei surpreendida porque acho sempre que quem lá vai são aquelas pessoas que já são habituais...lol
Durante muito tempo andei convencida que ninguém via o blog mesmo...lol

Dei uma vista de olhos pelo teu, embora alguma coisa esteja em alemão, que não é de todo do meu conhecimento (de alemão diso sim e não e pouco mais...) reparei que vives na Austria (tive em Wien em 2006 e gostei muito da cidade e do pouco que conheci). Mas dás aí aulas?? Olha também não me importava.

Em resposta às tuas perguntas: CEF são "Cursos de Educação e Formação". Na prática são um nome novo e mais pomposo para ensino profissional. O que acontece na maioria das vezes em Portugal é que os alunos que "são encaminhados" para estes cursos são aqueles que se encontram fora da escolaridade obrigatória (mais de 15 anos e sem terem completado o 9ºano) e também aquele tipo de alunos que por algum motivo não se conseguem integrar no ensino dito normal... Na realidade, na maioria das vezes os alunos que aparecem são os que têm mais de 15 anos e dão problemas de comportamento... Ou seja muitas escolas mandam para estes cursos alunos que querem ver fora do ensino normal...

A outra questão... as aulas acabam no fim de Junho e começam realmente por volta de 15 de Setembro. Mas nós só temos direito a ter as férias que todos os funcionários publicos têm direito, ou seja 22 dias úteis por ano...mais uns pózinhos por idade e por tempo de serviço.
É claro que deixamos de dar aulas durante esse período, mas enquanto não vamos de férias temos que organizar e preparar o ano lectivo que se aproxima...preparação de horários, de turmas, planificação de actividades, inventários de materiais...enfim...como eu costumo dizer acabo por passar mais tempo na escola nessa altura que durante o tempo de aulas. A ideia de que ficamos de férias ao mesmo tempo que os alunos não é real... o meu filho que o diga, que desde que acabou as aulas dele tem que ir todos os dias comigo para a escola porque não o vou deixar todo o dia sózinho em casa...

Bom, vou adicionar o teu blog aos meus favoritos, posso?
E aparece por lá quando quiseres. É sempre bom haver pessoas novas a darem-nos a conhecer o que fazem.
Bjs

ALMARIADA disse...

Hum... também já passei por isso... (quem não passou?)

agora acho que isso acontece para nos curar do orgulho...

achamos que o nosso "amor" é precioso e não compreendemos que não o considerem assim... ;)

mas... também já me aconteceu ser "amada" por indesejados e é realmente horrível...

de modo que quando sou eu a ser rejeitada até tenho pena da minha "vítima"... :)

de qualquer modo acho que o sentido de humor ajuda sempre! :)

Conhece António Variações?

Felicidades

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Storinha !
Obrigada pela visita e encantada de te "conhecer".
Tenho muito interesse em conhecer as condicoes de vida portuguesas em geral e dos meus colegas professores em particular. Por isso as vezes passeio pelos blogues e tambem cheguei ao teu que gosto porque pode-se ler uma mixtura de factos e de emocoes (ou seja textos interessantes :-) )

Aha, ja vejo o que sao CEFs ! Temos tambem, para os professores sao uma especie de antesala do purgatorio :-). talvez para os meninos tambem ! Mas aqui na Austria este tipo de ensino nao existe dentro do secundario mas em outro tipo de escolas e por isso "infelizmente" nunca tive a oportunidade de encarar esse desafio :=)

Gosto muito de ser professora embora as vezes os disgostos que vem principalmente do ministerio sejam grandes. Mas nos, depois de ter tido durante mais de 10 anos uma ministra de educacao horrorosa, agora temos uma que até se poderia qualificar de sensata !

E referente as ferias tambem temos melhores condicoes que voces: no verao temos 9 semanas de ferias sem ter que por o pé no escola. O que nao quer dizer que ninguem faz nada para preparar aulas, claro.Como bem sabes raras sao as ferias sem ningum trabalho. Mas ss tarefas da burocracia e os inventarios e todo isso fazemos tudo durante o ano lectivo.

Claro que podes adicionar o meu blog na tua lista, o teu já está na minha tambem.

Ah,e as minhas "condolencias" para o teu filho que tem que passar as suas ferias na escola :-)

Tenho muitas perguntas mais, mas acho que primeiro vou abrir um novo capitulo sobre o tema. Como ves tenho a mania da estructuracao :-)

bjs

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Almariada !

Concordo contigo em tudo. No fundo faz muito bem receber umas patadas no ego. So que custa chegar a tanta sabeduria, nao é ?

E o humor para mim sempre foi a ancora de salvacao em muitas situacoes da vida.Nada é mais libertador que nao tomar-se muito em serio a si mesmo (frase de alto risco gramatical :-) )

Antonio Variacoes ? Sim, conheco. Entre as cancoes suas que conheco tenho dois favoritos "é para amanha" e "dar e receber"

um dia agradavel para ti