domingo, 12 de outubro de 2008

IMPRESSÕES ESCOLARES DIARIAS

O meu primeiro seminario budista chamou-se "a magia do dia a dia". Titulo que me inspirou muito porque um dos "donos" que recebi da vida é o talento de ver beleza, magia ou algum aspeito interessante em tudo o que passa pela minha vida.

Para voces poderem tambem experimentar, eis umas fotos do dia a dia banal duma professora :)))))

Mas como poucos dos nossos actos tem só uma motivação, pois esse post também nasce do facto que não tenho tempo para mais :))

5 horas de vigilancia nos corredores. Extremamente aborrecido mas bem remunerado ........


Aulas para principiantes ....... agradavel ...... podem-se fazer até meio dormida


qué seriamos sem fotocopias ....... agricultura sem chuva :))

reuniões de professores ....... bom, reuniões são reuniões, mas geralmente tambem rimos muito. Tudo depende.......

Olhando para as caras aqui nota-se uma certa .... falta de motivação :))

11 comentários:

dona tela disse...

Os professores aqui no meu País andam muito tristes e zangados. Eu gosto muito de professores.

Um dia vou ter uma professora de alemão.
Muito boa tarde, senhora professora.

WOLKENGEDANKEN disse...

Muito boa tarde Dona Tela ! Sim, parece que os meus colegas portugueses tem muitas coisas para resolver com a ministra e com os estudantes. :)

intimidades disse...

o dia a dia do professor nunca e banal, todos os dias, muda um bocadinho alguem

jokas

Paula

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Paula ! Era precisamente o que queria dizer: o dia a dia de quem fosse nunca é banal, sempre há alguma coisa para descobrir.

Mr. Lynch disse...

Wolkengedanken;
Em Portugal é muito duro ser professor... Ouve-se notícias de agressões quase diariamente por parte de alunos e até de encarregados de educação!!!

Premiei o teu blogue com o prémio Dardos. Em: http://mr-lynch.blogspot.com/2008/10/prmio-dardos.html

Aqui vai o poema "On the Cremation of Chogyam Thungpa Vidyadhara pelo seu pupilo Allen Ginsberg:


"I noticed the grass, I noticed the hills, I noticed the highways,
I noticed the dirt road; I noticed the car rows in the parking lot
I noticed the ticket takers, noticed the cash and the checks and credit cards,
I noticed the buses, noticed mourners, I noticed their children in red dresses,
I noticed the entrance sign, noticed retreat houses, noticed blue and yellow flags
Noticed the devotees, their trucks and buses, guards in khaki uniforms,
I noticed the crowds, noticed misty skies, noticed the all –pervading smiles and empty eyes –
I noticed the pillows, coloured red and yellow, square pillows round and round –
I noticed the Tori gate, passers-through bowing, a parade of men & women in formal dress –
Noticed the procession, noticed the bagpipe, drums, horns, noticed high silk head crowns and saffron robes, noticed the three piece suits,
I noticed the palanquin, an umbrella, the stupa painted with jewels the Colours of the four directions –
Amber for generosity, green for karmic works,


I noticed the white for Buddha, red for the heart –
Thirteen worlds on the stupa hat, noticed the bell handle and umbrella, the empty head of the white cement bell - Noticed the corpse to be set in the head of the bell –
Noticed the monks chanting, horn plaint in our ears, smoke rising from astep the firebrick empty bells –
Noticed the crowds quiet, noticed the Chilean poet, noticed a rainbow,
I noticed the guru was dead,
I noticed his teacher bare breasted watching the corpse burn in the stupa,
Noticed morning students sad cross legged before their books, chanting devotional mantra’s, Gesturing mysterious fingers, bells and brass thunderbolts in their hands,
I noticed flames rising above flags and wires and umbrellas and painted orange poles,
I noticed, I noticed the sky, noticed the sun, a rainbow around the sun, light misty clouds drifting over the sun –
I noticed my own heart beating, breath passing through my nostrils
My feet walking, eyes seeing,


I've noticed smoke above the corpse, I've noticed fired monuments
I noticed the path downhill, I've noticed the crowd moving toward the buses
I noticed food, lettuce salad, I noticed the teacher was absent,
I noticed my friends, I've noticed our car, I've noticed the blue Volvo,


I've noticed a young boy hold my hand
Our key in the motel door, I noticed a dark room, I noticed a dream
And forgot, noticed oranges lemons and caviar at breakfast,
I noticed the highway, sleepiness, homework thoughts, the boy’s nippled chest in the breeze
As the car rolled down hillsides past green woods to the water.


I noticed the sea, I noticed the music - I wanted to dance."

Multiolhares disse...

O cansaço da vida a falta de objectivos concretos por
Vezes leva a esse marasmo , mas quando vimos com os olhos do coração a magia de que falas acontece

beijinhos

mdsol disse...

wolkengedanken
Que bom ler o modo como colocas as coisas!
(ando muito ocupada, por isso apareço menos... tenho pena. gosto muito de muitas pessoas que "conheci" aqui no Blog e tu és uma delas. Mas nos próximos tempos vai ter de ser mesmo assim)
beijos
:)))))

LuCe disse...

Oh, amanhã é dia de reuniões! Mesmo a calhar!

Licínia Quitério disse...

Fico-lhe grata por escrever tão bem na minha língua.

Um beijinho português.

mena m. disse...

Tenho um bombom para ti no Menarazzi...

dona tela disse...

Tenho um prémio para lhe oferecer.

Muito bons dias.