quinta-feira, 21 de agosto de 2008

NOVA FOTO - 1 -

Como a vida é um rio que nao para nunca mas que muda continuadamente acho que as fotos da cabeça do meu blog tem que mudar tambem .....

Essa representa um banco no porto de Saint Malo na França. Metaforicamente representa a natureza que nos protege. De que ? Pois, que cada um opine do que quer ser protegido :-)

Que na vida todo muda e nada permanece é um facto que aceito, mas que as vezes não me anima muito e por isso aqui fica a foto anterior :)) com tres mais, tomadas num casamento



criatura rara em fato formal que apareciou na árvore. Parece-se só ligeramente as caricaturas que os jornalistas contemporáneos de Darwin publicaram :)


flores durante o casamento


e flores depois do casamento.


PS: Terão notado que me esforcei e pus acentos e tildes !!

10 comentários:

Mr. Lynch disse...

Wolkengedanken;
Pois é! Cada vez escreves melhor em português!
:-)
Gostei da fotografia dos girassóis (penso que são girassóis) que os convidados erguem à porta da igreja.

WOLKENGEDANKEN disse...

Ah,obrigada :))
Sim, sao girassois e tambem achei uma ideia simpatica. Em principio o meu entusiasmo por casamentos em geral e na igreja em especial é limitado, mas este foi bem organizado é muito alegre.

dona tela disse...

Xaaaauuu!!!!

WOLKENGEDANKEN disse...

Bemvinda Dona Tela !!

Anônimo disse...

Mudaste a fotografia mas não mudaste a frase do Trungpa ! Ainda bem : ele é do melhor que hã !
Em tua honra vou fazer um post só para o citar.(Só me falta escolher a frase.)
:)) Zé-Carlos

Paulo disse...

os girassóis e os balões são pormenores interessantíssimos!

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Zé-Carlos !
Eu tambem acho uma frase fantastica entre muitas outras do Trungpa. E nao é so uma frase é toda uma filosofia de vida realista e aplicavel.
E de facto a nova foto nao vai ficar muito tempo porque nao se pode leer a citacao :))

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola Paulo !
Pois sim, foi um casamento original.Os baloes levavam uma postal com a direccao dos noivos e até um selo postal com o pedido para a pessoa que encontrasse o balao por-la num marco postal. E todos os convidados tinham escrito nestas postais algum presente para os noivos como por exemplo: "convite para um jantar" limpar toda a casa uma vez" etc e entao no caso de encontrar essa postal havia que fazer o prometido. E por isso que os meninos subiam as arvores para fazer voar todos os baloes. Espero que essa explicacao se compreenda mais o menos :))

José disse...

A vida é de facto como um rio que nunca pára. E como este que quando chega ao fim passa a fazer parte da imensidade que é o oceano, também ela quando se acaba desagua no mar imenso da eternidade, fixando-se enfim no eterno descanso.
Mas até lá é de facto composta de mudança como já dizia o nosso maior lírico, o Camões (1524-1580) o obreiro de “Os Lusíadas” que imortalizou os portugueses, povo empreendedor que conseguiu um lato império e que depois, não bem como as dez pragas do Egipto, mas passou a suportar tês grandes flagelos que talvez ultrapassem aquele em qualidade e mal - fazer: o signo do ouro, da preguiça e da Inquisição. E é por isso que ainda hoje a cabeça muito lhe pesa e lhe custa a levantar.

Dizia então o lírico num dos seus belos sonetos [ http://www.coladaweb.com/perso/luis_camoes.htm
]:
MUDAM-SE OS TEMPOS MUDAM-SE AS VONTADES

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Luís de Camões

Spielenschach

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola José :)) fico muito contente de te ver la aparecer.

"Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades."
E curioso, sou geralmente muito optimista e positiva mas as vezes adoro esse tipo de lamentacoes saudosas. E ainda mais claro,escrito por um mestre da lingua :)

Isso tambem é interessante:
"signo do ouro, da preguiça e da Inquisição" Tambem se poderia dizer
"materialismo galopante, falta de iniciativa empresarial e influencia da igreja católica"
Mas nao vou criticar a outros paises, bastante tenho com o meu :))
um grande beijinho